Vacina 2ª Dose

Vacina 2ª Dose

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Çairé 2018 proporcionou novidades na arte do carimbó

A Comissão Organizadora do Çairé 2018 repetiu a estratégia da descentralização do artístico cultural ao elevado da Praça Sete de Setembro na Orla da Vila de Alter do Chão. Segundo o secretário municipal de cultura Luis Alberto Figueira o gênero musical novamente foi o ritmo característico dos paraenses, o carimbó. "Muitas foram as novidades, inserido atrações no horário da manhã, e permaneceu na tarde, participação do grupo de mulheres ,o arrastão pelas vias do balneário", disse.






Na tarde de domingo, o músico santareno e percussionista Silvan Galvão, grande divulgador deste gênero em diversos estados do Brasil, abriu espaço a participação especial do grupo musical as Suraras.
"É importante a participação das mulheres na musicalidade e instrumental também do carimbó. A mulher é protagonista de tudo que estamos vivendo hoje. Evolução é liberada pelas mulheres. Elas estão provando mais do que nunca, a capacidade de fazer qualquer coisa. E tem o meu apoio e respeito", destacou Silvan Galvão.

As Suraras impressionaram o público tanto no cantar como na utilização dos instrumentos de percussão e cordas. "Eu iniciei na dança nos grupos, mas vi a oportunidade de aprender a tocar instrumentos, o mais recente aprendizado foi o banjo", disse a integrante Ianny Borari. A estreia dela foi um dia antes, no sábado (22) na Praça Sete de Setembro junto com o Grupo Cobra Grande do Mestre de Carimbó Chico Malta.

O sábado, o primeiro arrastão do carimbó, da Praça Sete de Setembro a Praça do Çairé, comunitários, outros grupos de carimbó e visitantes na Vila foram convidados a participar e ao final formava-se uma grande roda. "Aqui na Praça vivemos o carimbó e durante esses dias uma celebração que todo mundo cantou, dançou, brincou e aprendeu a peculiaridades do curimbó de Alter do Chão. O grande envolvimento dos grupos que formam o Movimento de Carimbó no Oeste do Pará. E nessa linha fazemos a salvaguarda do Carimbó é isso, a valorização dos Mestres, a celebração, o amor a comunidade e trazer a população esse grande movimento da nossa identidade, da nossa cultura", destacou o Mestre de Carimbó Chico Malta.


"Sou paulista e estou encantada com o Çairé e o ritmo do carimbó . Fiquei seduzida pelo ritmo, o som instrumental animado que representa o estado do Pará pelo Brasil, é contagiante. Muito interessante o grupo somente com mulheres. Excelente a valorização da cultura. Parabéns", destacou a acadêmica de direito Silvia Gama.

Participaram na Praça Sete de Setembro, 05 grupos de carimbó: o Cumaru, Kuatá, Banzeiro, Cobra Grande, Tatu Kanastra e convidados, como As Suraras. Na sexta-feira (21), a exibição iniciou a tarde, sábado e domingo nos dois horários, manhã e tarde.

Na manhã de sábado (22), os músicos do grupo de carimbó Banzeiro, disponibilizaram um tempo a passeata pelo bem dos motociclistas do Abutre's Moto Clube Mundial/Santarém na parceira do Santarém Motoclube. "Juntos desenvolvem atividades sociais, orientações sobre a segurança no trânsito, artistas culturais e a preservação ao meio ambiente. E essa é a primeira vez que viemos durante a programação do Çairé para divulgar o nosso trabalho", disse, o presidente do Abutre's, Gilson Silva.

Histórico

O Abutre's Moto Clube no Brasil, fundado no dia 10 de setembro de 1989, sede matriz na cidade Ferraz de Vasconcelos (São Paulo), é reconhecido por essas ações através de diversas Comendas, inclusive condecorado pela Organização das Nações Unidas, a ONU.

O nome Abutres foi definido pelos seus fundadores, que inspirados pelo forte sentimento de Liberdade, viram na ave (Abutre), além da cor preta - a mesma de seus coletes de couro, a espetacular altitude alçada pelo fascinante animal, que o consagra sinônimo de natural ousadia e astúcia, e que sob essa ótica, viam os atributos necessários para a condução de uma motocicleta.

Mais informações:
Alciane Ayres - assessora de comunicação da Semc
Contato: (93) 99179-4634 / E-mail: alcianeayres.jornalista@gmail.com


FONTE: ASCOM PMS

Nenhum comentário:

Postar um comentário