Vacina 2ª Dose

Vacina 2ª Dose

sexta-feira, 13 de maio de 2016

VOCÊ TÊM UM MINUTO? Leia o desabafo desta mãe

Socorro e sua família
"Amigos minha filha há um ano foi diagnosticada com AA (Alergia Alimentar) múltipla não mediada por IGE. Atualmente podendo consumir somente 07 alimentos e dentre estes sete, ainda apresentando reações que não conseguimos identificar. É claro que esta situação aflige o meu coração enquanto mãe, sobretudo, porque sei que um dos maiores prazeres na vida do ser humano é poder se alimentar. É logico que hoje, nem mais penso em comprar essas guloseimas que encontramos em supermercados e até nos “conformamos” com a situação, embora não seja nada fácil para nós, sobretudo, para ela que até então vem administrando muito bem esta condição.

Enfim, este não é o objetivo da postagem, mas gostaria de compartilhar algo que tomei conhecimento esta semana. Algo que mexeu com meu sentimento de mãe e que me deixou com o coração entristecido. Neste mundo de Alergia Alimentar encontrei uma mãe na minha cidade, (Santarém – Pará) que relatou o drama vivenciado pelo filho. A criança tem cinco anos e sete meses e pesa aproximadamente quinze quilos. Foi encaminhada a Belém para realização de exames específicos, bem como endoscopia. RESULTADO: ALERGIA ALIMENTAR A TODOS OS TIPOS DE ALIMENTOS. Como se não bastasse esse triste diagnóstico, alguns órgãos, como o estômago, esôfago e o duodeno estão completamente comprometidos em razão da falta de um diagnóstico precoce e consequentemente, de uma alimentação inadequada ao longo de aproximadamente 06 anos.

Diante deste diagnostico conclusivo, a médica especialista que o atendeu fez a retirada total de todos os alimentos pelo um período inicial de 06 meses. Prescreveu 03 tipos de leite, quais sejam: NEOCATE ADVENCE, NEOFORT E NEOSPON. Cada lata de leite no Estado do Pará corresponde a um preço de aproximadamente 200 reais. Como a criança se alimenta exclusivamente de leite (café, lanche, almoço, lanche, janta e ceia) e já não mais sendo de tenra idade, essas 03 latas não chegam a durar 03 dias.
Sei que é dever do Estado arcar com este ônus e a família estará providenciando requerer tal direito, mas somente quando chegar a sua cidade de origem, pois ainda encontra-se em Belém, inclusive, hospedando-se na casa de conhecidos.

Sei também que esta questão relacionada a doação de leite é muito deliciada, principalmente porque alguns indivíduos, usando de má fé, aproveitam da situação para comercializar tais alimentos por um custo mais baixo. Infelizmente, já presenciei relatos de mães que dizem "necessitar" do leite, conseguem a doação, quando na verdade, o interesse é apenas comercializar e assim, por alguns, muitos, em extrema necessidade acabam pagando por todos.

Com a mais absoluta certeza esta mãe vai sim resolver toda esta questão diante do Estado, mas infelizmente, ficará a mercê de uma decisão judicial que, diga-se de passagem, mesmo requerendo a tutela antecipada ou liminar, dependendo do procedimento a ser utilizado, ainda vai demorar diante da necessidade urgente que a criança possui que é ALIMENTAR-SE. Esta providência somente será iniciada a partir do dia 26 de abril quando esta mãe chegará em Santarém, sem contar que, terá que esperar o acionamento do Ministério Público, a decisão do juiz e a aquisição do Estado pelos leites prescritos. Segundo relato da mãe, até pela internet o leite NEOSPON tem sido difícil a aquisição.

Amigos este relato é real. Estarei inclusive postando o laudo médico, endoscópico e da nutricionista. A mãe se comprometeu em enviar pelo watssapp amanhã porque sendo uma pessoa de poucos conhecimentos e não tendo acesso a internet não foi possível na data de hoje e diante da situação, resolvi me antecipar compartilhando esta postagem.


Assim, esta mãe suplica que, se alguém tiver consigo os leites acima descritos, seja em razão da cura, falta de adaptação, ou até mesmo se o leite já estiver aberto, mas que ainda seja próprio para o consumo e possa de alguma forma colaborar com esta criança, a mãe estará aceitando doações. Esta mãe mora longe, mas existem pessoas que poderão colaborar com o pagamento da postagem no correio ou alguma outra despesa. Não sendo possível a doação, mas se você possuir algum conhecimento político ou até mesmo na secretaria de saúde do Estado do Pará que possa viabilizar o caminho desta mãe para que a sua peregrinação seja abreviada, esta mãe estará disponível para acatar as orientações e o que mais for necessário.


Finalizo esta missiva, agradecendo a você que dispensou alguns minutinhos do seu tempo na leitura deste relato. Aproveito a oportunidade para agradecer de coração a todos que se propuserem a colaborar, ainda que, compartilhamento e intercessões. Que Deus abençoe a vida de cada um." Socorro Cunha


SE VOCÊ DESEJA AJUDAR, ENTRE EM CONTATO, VIA FACEBOOK, COM A SOCORRO CUNHA (Clique Aqui)

Nenhum comentário:

Postar um comentário