Vacina 2ª Dose

Vacina 2ª Dose

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Santarém recebe 9 profissionais cubanos do Mais Médicos

Nove profissionais cubanos do programa do governo federal Mais Médicos irão atuar em Santarém, oeste do Pará. A apresentação dos profissionais foi realizada na manhã desta sexta-feira (1º), na sede da Capitania dos Portos. São oito homens e uma mulher designados para atuar no município, onde devem trabalhar durante três anos. Na coletiva, os médicos não sabiam informar se eles irão atuar na zona urbana ou rural.A médica Rita Novo, de 52 anos, conta que deixou um filho em Cuba para iniciar este novo desafio profissional no interior da Amazônia.

“Fomos chamados para participar do programa através da Organização Pan Americana de Saúde. Acho que o Mais Médicos é muito importante para a população mais necessitada. Acho que vai melhorar a saúde de quem precisa de nossa atenção, como idosos, grávidas, crianças, pessoas com doenças crônicas”, afirma. “O Brasil tem muitos médicos, mas acho que não queriam vir para cidades afastadas, para a periferia”, ressalta. Roger Castro, de 57 anos, que tem especialização em medicina familiar, conta que fez cursos em Brasília (DF) e Belém, antes de chegar a Santarém, para conhecer a realidade da saúde no país e na região. “Minha expectativa é melhorar as condições de saúde do povo santareno e trabalhar muito”, conta.


O destino dos médicos será informado após reunião com a secretária de saúde de Santarém, Valdenira Cunha, em um hotel da cidade, após o meio dia. O programa Mais Médicos visa suprir a necessidade desse profissional nas áreas mais carentes do país e, assim, melhorar os atendimentos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo com o Ministério da Saúde, os médicos recebem uma bolsa de R$ 10 mil por mês e ajuda de custos pagos pelo ministério. Os municípios ficam responsáveis por garantir alimentação e moradia aos profissionais.

Região

Ao todo, 27 médicos chegaram a Santarém nesta manhã, dos quais 18 foram designados para outros municípios do oeste paraense. Três médicos irão para Monte Alegre, três irão para Óbidos, três para Oriximiná, cinco para Itaituba, um para Placas, um para Alenquer e dois para Juruti. A Capitania dos Portos é responsável pelo transporte dos profissionais para os municípios.

Fonte: G1 Santarém

Nenhum comentário:

Postar um comentário