Vacina 2ª Dose

Vacina 2ª Dose

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Família pede justiça após morte de lavrador durante ‘racha’

A família do lavrador Francisco das Chagas Pereira, 57 anos, morto durante um ‘racha’ entre dois carros no município de Mojuí dos Campos, oeste do Pará, foi à Delegacia de Polícia Civil de Santarém, na manhã desta quarta-feira (13), pedir justiça e agilidade na punição aos envolvidos no acidente. Um dos filhos da vítima, Leandro de Araújo Pereira, pede a prisão dos suspeitos. “Queremos justiça, não pode ficar impune assim. 

A vida do meu pai não foi perdida de graça. Somos cinco irmãos. Tá demorando demais isso aí [prisão]. Eu quero justiça. Pode acontecer com outras pessoas se ele ficar solto”. Na delegacia, os familiares apresentaram para o delegado responsável pelo caso, Djalma Pereira, três testemunhas que presenciaram o acidente. “Eu vi desde o início. Passaram um do lado do outro. Um na contramão, outro na mão certa em direção a outro quebra-mola, sendo que já tinham passado num em alta velocidade e seguiram até atingir a vítima”, contou uma das testemunhas, Leonardo Campos da Silva. Segundo o delegado, o inquérito policial para apurar o caso já foi instaurado.

Na segunda-feira (11), o adolescente suspeito de dirigir o carro branco se apresentou. “Foi apresentado pelo pai e pelo advogado. Foi ouvido e liberado porque não teve prisão em flagrante, chegaram, ouvimos e foi liberado”, explica. O delegado informou que o outro motorista é maior de idade e está foragido. “Nós estamos tentando localizá-lo. A qualquer momento alguém pode apresentá-lo. Nós temos que ouvi-lo, juntar no inquérito e concluir o mais breve possível e encaminhá-lo a justiça dentro do prazo legal”, finaliza.


Entenda o caso

O lavrador morreu após ser atingido por um veículo que disputava racha com outro carro, na comunidade Boa Fé, na rodovia estadual PA-431, que liga Santarém a Mojuí dos Campos, no oeste do Pará, na noite de sábado (9). Francisco das Chagas Pereira, de 57 anos, morreu na hora. Ele havia saído de casa, por volta de 21 horas e seguia de motocicleta para a casa do irmão, com quem trabalhava. Na batida, o capacete do lavrador quebrou e a moto foi arremessada para longe.

Fonte: G1 Santarém

Nenhum comentário:

Postar um comentário