Vacina 2ª Dose

Vacina 2ª Dose

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Dayan Serique pede “saúde móvel” para famílias do planalto

O vereador Dayan Serique (MD) apresentou projeto de lei, na Câmara de Vereadores de Santarém, que institui a unidade básica de saúde móvel para auxiliar o Programa Saúde na Família na região do planalto. O objetivo é criar um instrumento de trabalho itinerante que tem como finalidade o oferecimento da assistência e da prevenção à saúde, assegurando a eficácia e a eficiência do referido programa. “As famílias serão beneficiadas em dobro, pois deixarão de ter gastos com suas vindas à cidade para tratar questões mínimas que podem ser resolvidas ali mesmo na comunidade”, explica o vereador. Segundo o projeto, a Unidade Básica de Saúde Móvel será instalada em veículos adaptados para o trabalho. 

“Promover o acesso a exames preventivos de saúde pela região do planalto da cidade; facilitar o diagnóstico por parte da equipe médica por meio do acesso a exame rápido; desenvolver a educação em saúde preventiva, promovendo a qualidade de vida das famílias assistidas; detectar, de forma célere, a existência de doenças pré-existentes para dar inicio a eventuais tratamentos”, pontua Serique como alguns dos objetivos a serem alcançados pelo projeto. A Unidade Básica de Saúde Móvel a ser utilizada deverá ser equipada de forma a proporcionar o atendimento adequado à população, inclusive o atendimento às mulheres. Ela deverá ser equipada com consultório médico, consultório odontológico, consultório 0ftalmológico e consultório médico-laboratório.

“A criação desta unidade vem consolidar o auxilio ao programa de saúde da família em atuação preventiva com satisfatório atendimento, que gerará com o decorrer do tempo, menor risco de doenças e possibilitará uma vida mais saudável para população daquela região, trazendo uma saúde equilibrada e imediata. O presente projeto também vem elucidar uma problemática antiga que vive o povo sofrido da região do planalto que sempre teve precariedade na saúde. Na maioria das vezes os postos médicos não atendem a necessidade das famílias nas quais muitas dessas vêm até a cidade, gastando com transporte e gerando gastos e na maioria das vezes não é atendida de maneira satisfatória”, justifica Dayan Serique.

Fonte: Câmara Municipal de Santarem

Nenhum comentário:

Postar um comentário