Vacina 2ª Dose

Vacina 2ª Dose

sábado, 24 de novembro de 2012

Ibama pode embargar obra na Fernando Guilhon.

Fiscais do Ibama estiveram na tarde desta sexta-feira, dia 23, no empreendimento da empresa Buriti, que está sendo construído em uma área da Rodovia Fernando Guilhon, às proximidades do lago do Juá, em Santarém, Oeste do Pará. Segundo informações colhidas por nossa reportagem, no local já existe cerca de 300ha de área desmatada, sendo que a licença dada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMMA) é para mais de 1 mil hectares, o que presume-se que existe um projeto da empresa Buriti para desmatar ainda mais a referida área.

Segundo análise de engenheiros florestais e outros técnicos ambientais, a SEMMA quando liberou a Licença não previu as condicionantes da obra. Em relação à área de APP, a obra está protegida, mas do ponto de vista macro-ambiental a obra não está correta, tinha que ter EIA-RIMA, haja vista que coloca em perigo o lago do Juá e, consequentemente, o rio Tapajós.

Quando a chuva começar a cair não se sabe para onde a água vai escoar, bem como não se preocuparam em construir um muro de contenção para não deixar a areia que vai descer nas enxurradas da chuva avançar para o lago do Juá, sem falar na Rodovia Fernando Guilhon que será invadida pela lama e tornará a pista lisa e perigosa para quem trafega por ela, principalmente no período da noite, onde não existe iluminação. Outro ponto a ser questionado é com relação ao esgoto das residências que forem construídas no local, que deverá cair no igarapé, causando poluição.

Os fiscais do Ibama estiveram na empresa e a notificaram para que apresente a regularidade ambiental do empreendimento. Caso contrário, a obra pode ser embargada.


Fonte: O impacto

Nenhum comentário:

Postar um comentário