Vacina 2ª Dose

Vacina 2ª Dose

sexta-feira, 8 de junho de 2012

População de Belterra tem acesso ao teste rápido das hepatites

O teste rápido para as hepatites virais (B e C) começou a ser realizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em agosto do ano passado. Em apenas 15 minutos o paciente recebe o diagnóstico e pode dar início ao tratamento. Os moradores do município de Belterra estão usufruindo desse serviço, durante as ações da Caravana Pro Paz Presença Viva, que desde o dia 16 de maio está percorrendo os municípios da região do baixo Amazonas, ofertando mais de 50 serviços, entre saúde, cidadania e cultura.

A novidade está sendo realizada pelos técnicos de Vigilância em Saúde da Secretaria de Saúde do Estado (Sespa), que fazem a testagem também para HIV e sífilis. A grande vantagem, segundo o coordenador da Vigilância em Saúde na Caravana, José Estumano, é a agilidade do resultado. “Antes os testes de hepatites virais demoravam cerca de duas horas para a entrega do resultado. Agora em no máximo 15 minutos o paciente recebe o diagnóstico”, ressalta.
Somente nos dois primeiros dias da ação em Belterra foram realizados cerca de 300 exames de hepatites, HIV e sífilis. Após a conclusão da testagem, os pacientes são encaminhados para uma equipe multidisciplinar, onde recebem orientações sobre a importância da prevenção das doenças sexualmente transmissíveis. A dona de casa Maria Edileuza da Silva Melo, 42 anos, foi uma das primeiras a estrear a novidade. Não estava em seus planos fazer o exame de hepatite, mas foi durante uma abordagem dos técnicos que ela se convenceu da necessidade do diagnóstico. “Eu vim na Caravana para me consultar. O rapaz me abordou e eu nunca havia feito um exame desses, mas fui esclarecida sobre o perigo dessa doença silenciosa e fatal e decidi fazer os testes”, conta.
Grávidas
Toda a população está sendo convidada a fazer o teste de hepatites virais, mas a busca ativa dos pacientes está focada principalmente nas mulheres gestantes. Os exames de HIV, sífilis e hepatites são realizados durante o pré-natal, mas muitas mulheres não têm acesso a este serviço por falta de informação, pela distância de algumas localidades da sede dos municípios ou precariedade nos serviços de saúde.
A dona de casa Raimunda Silva Pedroso, 27 anos, está no sexto mês de gestação e faz o acompanhamento pré-natal no Hospital Municipal de Belterra, mas ainda não havia realizado os exames de hepatites, HIV e sífilis. Ela foi abordada por um dos técnicos enquanto consultava a filha menor na clínica pediátrica da Caravana. Ao saber da facilidade não teve dúvidas. “Ficaram de marcar meus exames no hospital, mas ainda não tinha a data certa. Eu achei excelente fazer os exames aqui, pois minha consulta do pré-natal é na próxima segunda e já vou levar esses resultados para o médico”, comemora.
Além de sair na frente com o teste rápido das hepatites, a Vigilância em Saúde da Sespa também antecipou a Campanha Nacional contra a poliomielite, programada para ter início no próximo dia 16. Em Belterra as crianças com menos de cinco anos já estão sendo imunizadas. Além da pólio, estão sendo aplicadas as vacinas contra febre amarela, hepatite e a tríplice viral, que previne contra três doenças graves da infância: o sarampo, a rubéola e a caxumba.

Fonte: Agência Pará de Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário