Vacina 2ª Dose

Vacina 2ª Dose

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Vereador Júnior solicita cadastramento biométrico nas regiões do Tapajós, Arapiuns e Alto Maró

Em seu pronunciamento desta terça-feira, (16), na tribuna, o vereador Júnior Tapajós deu ênfase a preocupação dos ribeirinhos da região do Tapajós, Arapiuns e Alto Maró, quanto às dificuldades que os mesmo estão enfrentando para realizar a biometria. Segundo Júnior Tapajós, a logística para essas famílias chegarem até Santarém, em sua grande parte numerosa, é muito cara, o que dificulta o acesso ao cadastro biométrico obrigatório, que tem o encerramento previsto para o mês de março.


“Recebemos informações que a equipe itinerante do Cartório Eleitoral que já visitou a região de várzea e a região do Lago Grande, teve o pedido de locomoção para as regiões do Tapajós, Arapiuns e Alto Maró, negado pelo TRE/PA. Esta negativa nos causa grande preocupação, porque as pessoas que lá vivem tem dificuldade de locomoção até a cidade, a dificuldade é financeira mesmo, existe comunidades que uma passagem para chegar ate o município e voltar não sai menos do que cem reais, isso fora alimentação, para quem tem família numerosa fica mais difícil ainda”.
O vereador destacou ainda que, as consequências deste problema podem gerar outras situações mais graves para estes eleitores.


“Essas pessoas correm o risco de terem seus direitos cassados, um direito que é constitucional, o direito ao volto, correm o risco de perderem seus benefícios como: aposentadoria, bolsa família, bolsa verde. A necessidade desses benefícios só sabe quem conhece a realidade da morada no interior, uma morada difícil, que não se tem tantas oportunidades de trabalho, muitas vezes nem oportunidade de educação, saúde, localidades distantes, muitas vezes a produção dessas famílias que é feita com muito esforço é vendida por um valor insignificante.

Sobre o comportamento do Tribunal Regional Eleitoral, Júnior Tapajós afirma ser contraditório, já que o mesmo Estado que obriga a votar, que impõe a biometria, não dá condições para que estas pessoas cumpram com suas obrigações de cidadão e possam ter direito ao voto nas próximas eleições.

Como sugestão, o vereador propôs a mesa diretora que encaminhe um documento assinado por todos os vereadores a TRE/PA.

“Vamos ao Cartório Eleitoral de Santarém em comissão protocolar este documento, para que o TRE/PA entenda as dificuldades desta região, para que estas pessoas não tenham seus direitos cerceados”. Afirmou o vereador.

ASCOM - Vereador Júnior Tapajós

Nenhum comentário:

Postar um comentário