Vacina 2ª Dose

Vacina 2ª Dose

sábado, 11 de agosto de 2012

Projeto “Cultivando Flores e Vida” encerra mais uma etapa

Cerca de 27 alunos, entre internos e egressos, participaram na manhã desta sexta-feira, 10, do encerramento do módulo teórico do projeto “Cultivando Flores e Vidas”, que capacita egressos e internos para a produção e comercialização de flores ornamentais. A iniciativa é do programa Articulação e Cidadania, da Casa Civil da Governadoria, em parceria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater), Centrais de Abastecimento do Pará (Ceasa) e Susipe.
Para Albertina Oliveira, gerente do Grupo de Trabalho do Egresso e Família da Susipe, “o projeto não apenas busca a reinserção social de presos e egressos através da capacitação profissional, mas também assegura a eles e seus familiares uma oportunidade para que explorem esse mercado que está se ampliando”, analisa.

O curso é ministrado pelo engenheiro agrônomo José Baptista Júnior, que neste módulo orientou os participantes do projeto quanto às formas adequadas de cultivar as flores. Durante a aula, ele demonstrou de que forma devem ser feita a limpeza em jardim, adubação orgânica, replantio, escolha dos vasos através do ambiente, arquitetura do local e tamanho.
Iniciada em dezembro de 2011, as aulas de capacitação do projeto seguem para a etapa prática a partir da semana que vem, com duração de dez dias. As aulas serão ministradas na Central de Abastecimento do Pará (Ceasa), em uma área que foi recuperada para implantar a unidade de flores tropicais.
Paulo Cesar de Souza, egresso do sistema penal e aluno do projeto, sabe da importância do zelo nesta etapa do curso: “Se a gente parar pra pensar, as plantas são que nem crianças que precisam de cuidados especiais pra sobreviver e alguém tem que fazer isso”, compara.
Para o egresso José Cristiano Ferreira, há sete anos tutelado do sistema penal e que por mais de dois deles trabalhou em serviços gerais pela Susipe, o curso é uma nova oportunidade de capacitação: “É uma soma de aprendizados. Esse é o quinto curso que faço na Susipe, e pretendo exercer a profissão de jardineiro”.

Fonte: Agência Pará de Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário