Vacina 2ª Dose

Vacina 2ª Dose

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Manejo de abelhas nativas em Terra Santa

A iniciativa faz parte do projeto de Meliponicultura apoiado pela MRN (Mineração Rio do Norte) em parceria com o Sebrae e o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Terra Santa (STTR).

O projeto visa à implantação da primeira produção organizada no município.

A ideia é abrir novas perspectivas para o negócio antes feito de forma artesanal, preparando os meliponicultores locais não somente para a produção do mel como também de seus subprodutos, a exemplo do própolis, derivado das resinas de vegetais colhidas pelas abelhas, e do pólen que é bastante valorizado no mercado brasileiro por seu alto valor nutricional.

Além de capacitar os produtores, a MRN vem promovendo visitas técnicas para troca de experiências e investindo na compra de novos planteis.

A partir de agosto, 200 novos enxames de abelhas Canudo ( da espécie scaptoprigona sp) vão se somar à produção atual de 253 colmeias. Daí o curso deste final de semana estar direcionado, principalmente, ao manejo desta espécie.

Embora seja altamente produtiva, a abelha Canudo exige um manejo especial. De acordo com o consultor do Sebrae, Ricardo Gandra, o manejo noturno da espécie causa menos estresse ao animal e o torna menos defensivo.

Apesar de ter o ferrão atrofiado, o que não permite picadas, as abelhas Canudo podem beliscar causando desconforto ao meliponicultor durante o manejo. A prática de transferência de enxames no período da noite, portanto, é mais recomendável.

O curso contará ainda com a participação especial de um meliponicultor paraense que é referência nacional no manejo de abelhas sem ferrão. João Batista Ferreira, conhecido como Joãozinho das Abelhas, vai falar de sua experiência no município de Belterra, onde atua hoje.

O projeto de Meliponicultura beneficia 19 famílias e existe desde 2010. Além de tornar a atividade sustentável, prevê, ainda, a criação de uma unidade beneficiadora (Casa do Mel) para garantir a geração de renda às comunidades Redobra, Alema e Casa Grande.


Fonte: Blog do Jeso

Nenhum comentário:

Postar um comentário