Vacina 2ª Dose

Vacina 2ª Dose

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Pro Paz Cidadania garante atendimentos em Nutrição em Santarém


 O segundo dia da Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva em Santarém foi agitado. Ainda antes do amanhecer, centenas de pessoas já formavam filas em frente ao prédio do Serviço Social da Indústria (Sesi) para garantir atendimento. Entre os serviços ofertados à população está a avaliação nutricional, que não exige senha para atendimentos, apenas encaminhamentos médicos e procura expontânea.Mais de 150 pessoas foram atendidas pelo setor de Nutrição no município, a maioria mulheres com mais de 50 anos e mães cujos filhos estão na fase de crescimento. Elas buscam este serviço por conta própria ou por orientação médica. Regina Jesus Neves Gaspar, 56, madrugou na fila para garantir uma consulta com o clínico geral e conseguiu, mas aproveitou a oportunidade oferecida pela Caravana e fez também uma avaliação nutricional.
Com sobrepeso e pressão acima dos níveis considerados normais, a dona de casa relatou à nutricionista que suas condições financeiras não lhe permitiam ter uma alimentação tão saudável quanto desejava.Na região do Baixo Amazonas o consumo de sal é elevado, uma vez que o mineral é utilizado para conservação de alguns alimentos, como o peixe, por mais tempo. Porém, esse hábito tem trazido consequências à saúde da população. “A principal procura no setor de nutrição é por dietas para emagrecimento, mas os números de casos de encaminhamentos médicos feitos porque o paciente apresenta quadro de pressão arterial e taxas de açúcar no sangue muito altas, ou ainda sintomas de gastrite, são crescentes”, destacou a nutricionista do Pro Paz, Erika Andrade.Ainda de acordo com Erika, crianças e adolescentes apresentam baixos índices de nutrientes pela má alimentação, marcada principalmente pelo consumo de alimentos gordurosos e refrigerantes”, alertou a nutricionista. Ela explica que a avaliação nutricional é composta de alguns critérios como idade, peso, hábitos - que incluem o consumo de cigarros e bebidas alcoólicas -, quantidade de frutas e legumes nas refeições, ingestão de feijão e leite integral, etc.Na consulta à nutricionista, Regina garantiu que faria o possível para respeitar as orientações sugeridas, que incluem caminhadas diárias de pelo menos trinta minutos e uma alimentação balanceada. Durante o atendimento, os pacientes também são encaminhados ao serviço do Laboratório Central do Estado (Lacen), que garante a oferta de exames que checam os níveis de colesterol, glicemia, hepatites B e C, teste de HIV e hemograma geral.

Fonte: Agência Pará de Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário