Vacina 2ª Dose

Vacina 2ª Dose

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Tarifa de ônibus pode aumentar ainda este ano em Santarém

Pouco mais de uma ano depois do aumento na tarifa dos ônibus, o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Santarém e Belterra (Setrans) reivindica mais um reajuste. Desta vez, o sindicato estuda a possibilidade de que o preço da passagem seja reajustado ainda este ano e para o valor mínimo de R$ 2,10.

O congelamento da tarifa dos estudantes em R$ 0,65, que dura mais de cinco anos; o reajuste salarial concedido aos motoristas e cobradores e o aumento no preço dos combustíveis e das peças para os veículos são apontados como os principais motivos para o reajuste.
“Nós reajustamos em cinco por cento o salário dos rodoviários e demos um abono de 60 reais. Daí, fomos pegos de surpresa por um reajuste do petróleo de cinco por cento. O pneu aumentou 12 por cento, as peças de reposição aumentaram 15 por cento, a carroceria aumentou 10 por cento. Com isso, a gente necessita que haja esse aumento para que possamos compor os nossos custos”, afirmou o presidente do Setrans, Washington do Vale.

Uma planilha está sendo elaborada com os custos para ser apresentada à Secretaria Municipal de Transportes (SMT). Caso haja o reajuste, a previsão é de que comece a valer após as eleições.

“O impacto significativo deve ser na renda. Para quem está empregado com carteira assinada, só pode gastar seis por cento do valor do salário de vale transporte. Agora, para quem não está empregado, como o valor da passagem é por conta dessa pessoa, vai gastar muito mais”, analisa o economista José de Lima.

“O sindicato tem que reivindicar o direito deles. Acho que se não for um aumento abusivo, deve valer a pena ter um aumento”, afirmou uma passageira de ônibus. “Eu dependo de transporte coletivo e fico durante muito tempo aguardando ônibus e as condições são precárias, por isso eu não concordo com o aumento”, reclamou outra usuária dos transportes coletivos de Santarém. “O aumento sempre atinge o bolso do consumidor, sem falar que muitas empresas tem um péssimo atendimento. Eles exigem aumento, mas não melhoram a qualidade dos serviços”, afirma, indignada uma passageira de ônibus. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário