Vacina 2ª Dose

Vacina 2ª Dose

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Universidades se unem em projeto de defesa da Amazônia

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) divulgou na última terça-feira, 10, o resultado do edital 50/2011, referente ao Programa de Apoio ao Ensino e à Pesquisa Científica e Tecnológica em Assuntos Estratégicos de Interesse Nacional (Pró-Estratégia). Foram selecionados 19 projetos em áreas relativas à defesa, desenvolvimento e temas estratégicos de interesse nacional. Um dos projetos é a “Rede Brasil-Amazônica de Gestão Estratégica em Defesa, Segurança e Desenvolvimento”, consórcio formado pela Universidade Federal do Pará (UFPA), através do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA), Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA) e Universidade do Estado do Pará (UEPA). Com recursos de cerca R$600 mil, o projeto terá duração máxima de 4 anos.
A Rede dará continuidade aos estudos realizados no âmbito do Observatório de Estudos de Defesa da Amazônia (OBED), que realiza pesquisas estratégicas sobre diversos temas na área de Defesa Nacional desde 2006. O projeto visa consolidar pesquisas na área de Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido, através do NAEA/UFPA, e implantar, na UFOPA e na UEPA, a Linha de Pesquisa Gestão de Conflitos Sociais e Redes do Narcotráfico em áreas transfronteiriças da Amazônia.

Além disso, a Rede também tem como objetivos: investigar a viabilidade e os desafios do Programa Pelotões Especiais de Fronteira (PEF) na Amazônia brasileira, a partir da Estratégia Nacional de Defesa (END); identificar e analisar os gargalos institucionais na gestão estratégica de Defesa e Segurança Pública na fronteira brasileira ao Norte, utilizando o caso da Estratégia Nacional de Segurança Pública nas Fronteiras (ENAFRON); disseminar os resultados das pesquisas por meio do Centro Brasileiro em Defesa da Paz (CEBRAPAZ); formar docentes e pesquisadores habilitados em Gestão de Defesa, Política de Segurança e Desenvolvimento para uma região carentes desses profissionais; e implantar a Área de Concentração em Gestão Estratégica de Defesa e Segurança nos cursos de pós-graduação da UFPA, da UFOPA e da UEPA.


O Pró-Estratégia objetiva estimular no país a realização de projetos conjuntos de pesquisa utilizando-se de recursos humanos e de infraestrutura disponíveis em diferentes IES, ICT e ouras instituições. O programa visa, pois, a estimular a produção de ciência, tecnologia e inovação, bem como a formação de recursos humanos pós-graduados, em áreas relativas à defesa, ao desenvolvimento e a outros temas estratégicos de interesse nacional.

A lista de projetos aprovados em todo o Brasil, está disponível no sítio da Capes.


Fonte: Notapajos
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário