Vacina 2ª Dose

Vacina 2ª Dose

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Hospital Regional do Baixo Amazonas faz captação de rins e córneas

A equipe médica do Hospital Regional do Baixo Amazonas, que fica em Santarém, no oeste do Pará, fez nesta quarta-feira (11) a segunda captação de órgãos para transplante. As córneas retiradas de um doador cuja identidade a família não quis divulgar já foram transplantadas, em pacientes de Belém e Altamira, no sudoeste paraense. Os rins captados foram encaminhados para a Central Nacional de Transplantes, em Brasília, para transplantes em outros hospitais do país.
A cirurgia para a retirada dos órgãos durou mais de quatro horas e teve a participação dos médicos Maurício Iase e Luiz Nazareno Moura e do enfermeiro João Paulo Nascimento. Também acompanharam o processo de captação o anestesiologista Charles Pará e a equipe da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes do hospital.

Os outros profissionais que acompanharam a cirurgia foram os médicos Antônio Carlos, coordenador de unidade de terapia intensiva (UTI), Emanuel Espósito e Jéssica Toleto (residente). “Quero destacar a importância do trabalho da equipe da UTI adulto do hospital, que fez perfeitamente o processo de manutenção do doador até a hora da captação”, disse Emanuel Espósito.
Para o diretor geral do Hospital Regional, Hebert Moreschi, essa segunda doação mostra a sensibilização da população do oeste do Pará para a importância de doar órgãos. “Estou muito feliz com a segunda captação de órgãos no hospital. Estamos desenvolvendo um trabalho contínuo de conscientização sobre a importância da doação”, afirmou.
O diretor lembrou ainda que, apesar de este ser um momento difícil para a família do doador, o ato representa vida para muitas pessoas. “Agradeço a família do doador pela decisão tão nobre que foi tomada. Que ela represente um estímulo para outras famílias que passarem pela mesma situação. Parabenizo também a nossa equipe pelo brilhante trabalho. Estamos caminhando para a implantação dos transplantes ainda esse ano no hospital, o que representa um salto gigantesco para o desenvolvimento da saúde em nossa região”, concluiu.

Fonte: Agência Pará de Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário