Vacina 2ª Dose

Vacina 2ª Dose

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Juiz santareno receberá prêmio da presidente Dilma

O juiz federal do Trabalho santareno Jônatas Andrade, que atua na Comarca de Marabá, vai receber no próximo dia 17 o Prêmio Direitos Humanos 2012, na categoria Erradicação do Trabalho Escravo, concedido anualmente pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.

Como titular da Vara do Trabalho em Parauapebas – onde se tornou Cidadão Parauapebense -, o magistrado se destacou no julgamento de ações em favor dos trabalhadores na mina de Carajás, em uma das quais condenou a Vale a mais de R$100 milhões pelo não pagamento das horas in itíneres (tempo despendido pelo empregado até o local de trabalho e retorno).

Titular da 2ª Vara do Trabalho de Marabá, ele foca no combate ao trabalho escravo, nas regiões do sul e sudeste do Pará e sul do Maranhão. É de sua iniciativa a criação do GAETE (Grupo Interinstitucional de Erradicação do Trabalho Escravo), que envolve Justiça do Trabalho, MPT, Superintendência Regional do Trabalho e Emprego, PF, MPF, Comissão Pastoral da Terra, Repórter Brasil e outras entidades. Com os recursos oriundos das condenações de fazendeiros escravocratas foi criado um fundo que apóia iniciativas como os projetos “Escravo Nem Pensar”, gestado pela Ong Repórter Brasil, e “Monitoramento de Lideranças Ameaçadas de Morte na Região”, coordenado pela CPT da diocese de Marabá.


Fonte:O impacto
O impacto

Nenhum comentário:

Postar um comentário