Vacina 2ª Dose

Vacina 2ª Dose

terça-feira, 3 de abril de 2012

Madeireira é flagrada operando sem autorização

Uma operação realizada pelo Greenpeace no sábado (31) na área de assentamento do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) em Corta Corda na região do Rio Curuá-una identificou uma madeireira operando sem autorização do governo, nem consentimento dos assentados. O lugar fica localizado a cerca de 140 quilômetros de Santarém.

A ação irregular foi registrada com fotos e vídeos, tirados pelos ativistas do Greenpeace para mostrar a quantidade de toras de madeira ilegais. Os documentos e mapas que expõem a área desmatada farão parte de um relatório que deve ser encaminhado ao governo solicitando a investigação do caso.

A ação foi considerada arriscada pelos ativistas, devido região está sob tensão desde que carros do Ibama e o ICMbio foram emboscados por madeireiros na rodovia Cuiabá-Santarém, na quarta-feira (28).

O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santarém se pronunciou hoje (2) e disse que várias denúncias foram feitas sobre o problema, mas que até o momento nenhuma providência foi adotada.

O Secretário Geral Do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santarém informou que o problema da falta de reordenamento das áreas de assentamento do INCRA e de fiscalização não são problemas apenas da região do Rio Curuá-una. “A última reunião que tivemos com INCRA, colocamos a situação dos outros assentamentos que estão na mesma situação. Temos assentamento do PAE [Projeto de Assentamento Agroextrativista] Lago Grande que existe um conflito muito grande na questão das terras, então a gente já fez várias denúncias com relação aos outros assentamentos”, afirma Adailson Pereira.

Uma campanha denominada Desmatamento Zero está em andamento na tentativa de amenizar os problemas referentes à devastação da floresta. Para participar, basta entrar no site www.ligadasflorestas.org.br.

  

 Fonte: Notapajos

Nenhum comentário:

Postar um comentário