Vacina 2ª Dose

Vacina 2ª Dose

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Ministérios Públicos discutem melhorias para a internet

Ministério Público Estadual (MPE) se reuniu na quarta-feira (6) com procuradores do Ministério Publico Federal (MPF) para tentar resolver o problema de oscilações de internet em Santarém, oeste do Pará. Na reunião, os procuradores conheceram a instabilidade do serviço na cidade, que foi base de inquérito civil instaurado pelo MPE, após um estudo que apontou os prejuízos causados pelas interrupções.

“Solicitamos ao MPF que acompanhasse conosco essas investigações porque há a necessidade de uma fiscalização mais efetiva pela Anatel para que possamos aferir algumas situações aqui na região”, informou o promotor de Justiça, Samuel Furtado. O problema se arrasta durante anos em Santarém e a população sofre com as constantes oscilações. “Ninguém vive sem internet, hoje. Ninguém trabalha, ninguém faz pesquisa escolar, compra e venda de comércio, emissão de notas. Ou seja, a cidade para se não tiver internet”, declarou o vendedor Anderson Eduardo.

Os ministérios públicos devem reunir no dia 11 de dezembro com representantes da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e Eletronorte. “Após a reunião que será feita com técnicos é que poderemos saber que caminhos iremos tomar”, informou a procuradora da República, Ticiana Nogueira. “A princípio, caso haja resistência, poderemos encaminhar uma recomendação para que esses órgãos possam atuar de forma satisfatória até ingressar com uma ação civil pública conjunta”, informou Furtado. No dia 6 de dezembro de 2012, foi apresentada ao MPE uma pesquisa que apontou prejuízos de R$ 90 milhões em seis meses devido às quedas de sinal de internet em Santarém. O documento subsidiou um inquérito civil do Ministério Público Estadual pedindo melhorias no serviço.

Fonte: G1 Santarém

Nenhum comentário:

Postar um comentário