Vacina 2ª Dose

Vacina 2ª Dose

sábado, 22 de junho de 2013

Racha da Rui Barbosa: 9 anos de prisão para Roberto Junior

Roberto Júnior Mendonça de Oliveira, de 26 anos, foi condenado a 9 anos e 13 dias de prisão, em regime fechado, pela morte de uma pessoa e lesão corporal de mais quatro que esperavam ônibus em uma parada na Avenida Rui Barbosa, Centro de Santarém, oeste do Pará, em 2010, após um racha disputado entre o acusado e outra pessoa. O julgamento durou dois dias, e a sentença foi dada pelo juiz Gerson Marra Gomes, na noite desta sexta-feira (21). 

O julgamento foi acompanhado por familiares do réu e da vítima. O juiz decretou a prisão preventiva dele por ter descumprido a ordem judicial cautelar de dirigir e ter tirado uma nova carteira de habilitação enquanto respondia ao processo. Caso ele tivesse obedecido, poderia responder a sentença em liberdade, mas foi imediatamente encaminhado ao Centro de Recuperação Agrícola Silvio Hall de Moura.

A acusação comemorou a sentença. “Embora o réu não tenha tido a intenção direta, mas assumiu o risco, ao dirigir em alta velocidade, fazendo disputa com um carro, de uma maneira perigosa. Foi essa a tese que o Ministério Público sustentou, a do dolo eventual”, declarou o promotor de Justiça, Laércio Guilhermino de Abreu. Mas, a defesa deve recorrer.“Vamos tentar ver se ele responde em liberdade”, afirmou o advogado, Eduardo Fonseca.

O jovem Felipe Belo (Foto ao lado), que disputava o racha com Roberto, no dia 2 de fevereiro de 2010, ainda não foi julgado. O processo dele foi adiado após o acusado apelar para o Tribunal de Justiça do Pará (TJ-PA). Uma nova data deverá ser marcada para que Felipe Belo seja julgado. Mas, o juiz Gerson Marra Gomes já identificou que Felipe também desobedeceu a ordem judicial e deve tomar providencias.


Entenda o caso

Felipe Belo e Roberto Junior disputavam um racha na Avenida Rui Barbosa, Centro de Santarém, no dia 2 de fevereiro de 2010, quando bateram e os dois carros atingiram cinco pessoas que estavam em uma parada de ônibus. A jovem Susana dos Reis Lima, 20 anos, à época, morreu na hora. As outras quatro pessoas, Zanara Sousa Silva, Dalila Limeira Araújo, Marlon Halley Figueira Pereira e Jairo Luis Vinhote, sofreram ferimentos graves.

Fontes: Notapajós

Nenhum comentário:

Postar um comentário