sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Santareno preso como falso agente da PF


Mariano foi preso pela PM, por falsidade ideológica


Mariano preso pela PM
O nacional Mariano Andrade Leite Junior, de 34 anos, foi preso na terça-feira, dia 04, pela Polícia Militar, no município de Jacareacanga, Oeste do Pará, quando se passava por Agente da Polícia Federal.
Mariano Andrade, que é natural de Santarém, foi preso após colocar terror para alguns moradores da Comunidade garimpeira de São José, inclusive ameaçando os moradores de indiciá-los por conta da degradação ambiental dado ao uso de cianeto no Garimpo Ouro Roxo.

A permanência do falso policial na comunidade garimpeira estendeu-se por mais de uma semana, e em seguida direcionou-se para a sede do município de Jacareacanga, ocasião em que estreitou contato com autoridades do Poder Legislativo e do Poder Executivo, onde o impostor justificou sua presença na região dizendo que estava realizando um trabalho de investigação desde tráfico de drogas até degradação do meio ambiente.

Mariano Andrade leite Junior, na maior cara de pau, ainda reuniu na Câmara Municipal de Jacareacanga, com os vereadores Elias Freire (presidente), Gerson Manhuari, Raimundo Acélio Aguiar e Raimundo Batista Santiago, ocasião em que solicitou documentação referente à mineração em Ouro Roxo e o uso de cianeto, bem como contestou o trabalho de fiscalização realizado pelo Major Cláudio, da Defesa Civil Estadual, sem justificar as razões.

O falso policial só foi alcançado por ação policial ao intervir em um bate boca de marido e mulher no hotel Mistura Paraense, onde encontrava-se hospedado, depois de dar voz de prisão ao marido que tentara agredir a esposa. Ato contínuo, dirigiu-se à Delegacia de Polícia conduzindo o preso para as providências legais, da autoridade policial, e ao identificar-se como Policial Federal e que estaria em missão secreta na região, além de contar outras bravatas de seu trabalho investigativo.

Bastante desconfiado, o Comandante do Destacamento da Polícia Militar entrou em contato com a Superintendência da Policia Federal em Santarém, que informou desconhecer qualquer ação policial na região e confirmando que Mariano Andrade Leite Junior não pertencia aos quadros da PF, recomendando que o mesmo fosse preso.

De imediato, a Polícia Militar deu voz de prisão ao impostor, com alegação de pelo menos estar incorrendo em um delito: Falsidade Ideológica. Mariano foi recambiado para Itaituba, para satisfazer as exigências da lei, enquanto que à Polícia de Jacareacanga cabe a responsabilidade de investigar as ações e atividades do impostor na região.

Por: Nazareno Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário